Pílula Empreendedora: Subvalorização o 1º erro comum de négocio

by - 10:00


Além do Action Plan, que tem saído toda sexta feira aqui no blog, agora aos sábados eu vou dar mini dicas para empreendedores criativos, sobre os erros mais comuns que acontecem quando se decidi investir em seu próprio negócio.
8 entre 10 negócios falham dentro dos primeiros 18 meses, segundo o Sebrae. Sei que é um dado chocante, mas é o que acontece. E depois de fazer parte já a algum tempo desse mundo empreendedor, posso dizer que aprendi algumas coisas, e sei porque essas estatísticas são verdadeiras. Aprendi da forma mais difícil, que decidir virar empreendedora, fazer meu próprio horário, ser meu próprio padrão e seguir meu sonho, não era uma tarefa fácil. Até hoje ainda aprendo e tento praticar diariamente as coisas que descobrir com meus erros pessoais, e a minha ideia com essa mini Série de 15 Dicas e compartilhar com vocês alguns delas.

1 - Subvalorização 

Esse é um erro clássico, principalmente dos que iniciaram agora sua vida empreendedora, eu mesma já fiz muito disso. Mas vamos analisar esse ponto de uma forma mais ampla. Considere a finalidade de uma empresa e a única coisa que mantém um negócio funcionando: o dinheiro. A partir do momento que oferece um serviço de qualidade, beneficiando seus clientes, e suprindo uma necessidade do mercado e esse serviço é o centro do seu negócio, a sua empresa não pode funcionar sem dinheiro. Você não vai poder pagar as despesas do seu negócio sem dinheiro. Você não pode sustentar sua família e seus funcionários sem dinheiro. A paixão é grande, mas é o dinheiro que mantém a empresa funcionando. Portanto, se estiver afim de não fazer parte dessas estatística e sobreviver ao primeiro ano de negócio, suas decisões terão que ser tomadas com isso em mente.
A primeira coisa em que deve aplicar esse conceito é sobre o seu preço. Os preços que resolver aplicar sobre seus produtos e serviços, não podem ser muito altos, pois corre o risco de não receber nenhuma proposta de venda, mas também não pode ser muito baixo, pois não conseguirá manter seu negócio funcionado. Já vi cobrarem preços baixíssimos, oferecerem muitos descontos e oferecendo muitos produtos grátis, isso é certeza de falência!. Todos os itens que citei acima, não apenas diminuem a margem de seus lucros, mas eles desvalorizam o seu trabalho e os seus produtos. Você tem que se levar a sério,para que os outros te levem a sério também. Se tiver dúvida sobre Como cobrar e dar preço aos seus produtos e serviço o Sebrae pode ajudar com isso, existem vários cursos online no portal deles.
Comece desde já valorizando seu tempo, experiência e talento.

Beijo Grande :)

You May Also Like

0 comentários